domingo, 19 de julho de 2009

Futebol e outras loucuras ... de amor?!?!!?

Sempre vai existir por aí alguém capaz de fazer uma "loucura de amor". Deixando de lado as comparações entre o que é amor ou o que é paixão, são tantas as idéias, tanta criatividade para provar o amor a alguém que algumas chegam a ser bizarras, e por que não dizer, cafonas.

Podem me atirar pedras e me dizer que "amor não é cafona", mas é sim. Quem ama perde até a noção do ridículo. Loucura de amor rende música, rende filme, rende quadros em programas de tv, e até programas inteiros voltados somente para os loucos apaixonados. Quem nunca viu o quadro Loucuras de Amor no Domingo Legal do Gugu (outro cafona-brega-ridículo)?
Atualmente a apresentadora Patrícia Maldonado do programa É o Amor transmitido pela Tv Band, tenta reconciliar ou unir casais mandando vídeos ou levando uma das partes para cometer a "loucura" e tentar fazer seu amor voltar.

Na última semana eu fui a louca. Aliás, melhor dizendo, fui retardada. Quarta-feira, aniversário do amado, que, infelizmente, é cruzeirense. A comemoração? Em pleno estádio Mineirão, na final da Copa Libertadores. Até aí tudo bem, se não fosse por um pequeno, mas importante detalhe: Eu sou Atleticana!!
O que fazer? Deixar o homem ir ver o jogo sozinho, sem abrir mão de torcer em casa contra o arqui-rival mas também não participar da comemoração de aniversário do meu companheiro? Ou ir ao jogo acompanhando, de peito aperto e aguentar a gozação depois? Ah... Meu namoro tem só 2 anos, e Galo eu sou desde que nasci... por outro lado, se o Cruzeiro perdesse, quem ofereceria o ombro e apararia as lágrimas do amado? Optei por fazer meu papel de companheira fiel e fui ao jogo. Tô pulando uma parte enorme da história, que inclui o meu pobre torcedor dormindo na fila pra tentar, sem êxito, comprar um ingresso, e a pior parte, que é a feitura de uma carteira de sócia-torcedora para que eu o acompanhasse.
Tá, não vesti a camisa, não cantei o hino e deixei em casa aquele meu famoso sorriso de canto de boca bem cínico, para que não fosse inapropriadamente exibido em caso de derrota do time azul celeste. Como todo bom brasileiro, xinguei o juiz, fiquei alegre pelo único gol, abracei e comemorei junto, fiquei triste pela derrota. Tudo isso muito genuinamente. Fiquei triste com a tristeza do amado. O jogo acabou e no final, só restou a decepção.

Quem ama sofre muito mesmo... Tô falando dele, de seu amor pelo time ao ponto de passar mais de 15 horas de pé numa fila de bilheteria, com fome, frio, cansado. Tô falando do meu amor por ele, ao ponto de ir torcer pro time eterno inimigo ganhar dos argentinos. Tudo pra vê-lo feliz no seu aniversário. Quem ama é cafona, é brega.
Eu sou, mas quem não é?


Imagens:
http://imageshack.us/
http://www.aranhix.com/

9 comentários:

Raiana Reis disse...

Ah, também prefiro ser cafona! O amor é brega? Pode até ser, mas é tão lindo!! rsrs
Adorei a demonstração de amor cúmplice! Ah, também ri com seu último comentário, só poderia ser o mesmo do Neruda né?! :)
Hoje também falo de amor, e pode até ser banal pra muitos falar em demonstrações com data comemorativa, mas acho que elas servem para aqueles que querem apenas enfatizar o amor que já é dado no cotidiano. Beijos e ótima semana pra vc!

Itamar (japa) disse...

xiii... situação em,
mas é LOCO estes lances de amor e loucurada.

infelismente o Cruzeiro perdeu... hehehe

simpatizo muito pelo Cruzeiro apesar de ser ATLETICANO...

saudações rubronegras!!!

Ana Lucia Nicolau disse...

e viva o amor!!!

Spertnez disse...

Puxa...que coração nobre o seu! Sera que ele vai fazer o mesmo quando o Galo mais lindo do mundo for fazer o jogo decisivo deste brasileirão para definir o titulo? Você pode cobrar! Ja deu provas do seu amor.
:)

Sou torcedor do Galo e moro em São Paulo. Se tiver um tempo e interessar fiz um texto sobre minha primeira ida a BH para ir ver Atletico x Santo Andre. E mais recente tem um outro texto de um amigo zuando o Galo por causa da bandeira do Estudiantes.

http://gustasou.blogspot.com/2009/06/capital-mundial-do-galo.html

ImagArte disse...

nossa, que linda a homenagem de aniversario pra ela, pena que o cruzeiro perdeu. Pois bem, você nessa sua loucura de amor acabou se saindo sendo feliz, por o cruzeiro ter perdido e ter dado a chance de consolar o amado!
Muito bom seu blog. Vou passar a segui-lo.
Até mais!

Spertnez disse...

Obrigado pelo comentario! Eu pretendo voltar sim, e na próxima vez com vitória do Atlético, quem saber para comemorar o título...mas uma vaguinha na libertadores já estaria ótimo.

Então, o misto quente é feito com pão francês!
:)

Glayce Santos disse...

hehehehehhe, ri muito... Mas, sabe, não consigo gostar taaaaaaaaaaaanto assim do meu time (embora ele seja uma delicia) e nem tenho coragem pra ver jogo em estadio.

O amor nem é brega; a gente que é! rs

beijoca

Hanna B. disse...

Que bonitinho!!!!
Lindo ver que o amor ainda pode acontecer em meio a essa loucura dos dias atuais!

Dê uma passadinha lá no meu blog. Estamos com uma promoção: COMENTÁRIOS DE GRAÇA! He-he.

http://www.iusabutendi.blogspot.com/

Abraços.

Sopa disse...

asdhausdhuasd, eu raxei com a tirinha ><